Orçamento executivo: entenda os 3 principais pontos

Orçamento Executivo é uma ferramenta crucial. Afinal, é por meio dele que é possível determinar a viabilidade de um projeto de Construção Civil. Nesse ramo, trabalhar no improviso pode ser muito caro e um verdadeiro desastre. Por isso, ferramentas que ajudam a estimar os custos são tão valiosas.

Mas, você sabe como fazer isso com precisão? Dentro desse assunto, existem 3 pontos principais que devem ser observados. Caso você queira conhecer quais são, continue lendo este post, e entenda os 3 principais pontos de um Orçamento Executivo.

O que é Orçamento Executivo e por que é importante?

Antes de mais nada, é preciso entender bem o que é esse conceito. Ele tem um grande diferencial em relação ao orçamento comum, pois se preocupa com os detalhes de como a obra será feita. Por exemplo, o foco não é apenas na obra principal, mas sim em todos os serviços auxiliares que precisam ser feitos.

Na abordagem convencional, a orçamentação é feita com base na obra pronta, o que significa que o processo para chegar lá não é considerado. Já o executivo, se baseia no estado em que a obra está a cada momento.

O propósito desse detalhamento, é otimizar todos os recursos durante a obra:

– Humanos;

– Financeiros;

– Físicos;

– De tempo.

Para isso, os custos são atualizados ao longo do tempo, de modo a garantir que ela está nos eixos.

Como é um cálculo muito preciso, com uma margem de erro pequena, é possível obter diversas respostas a partir dele. Por exemplo, a viabilidade técnica e econômica, o cronograma físico e financeiro, e muito mais.

Por conta disso, existem muitas vantagens ao implementar esse modelo de orçamento, como a possibilidade de evitar certos imprevistos. Afinal, o gestor não precisa mais adiar ou antecipar a compra de certos insumos, pois o cronograma já está bem definido.

Complementando essa vantagem, o conceito também atua em sentido oposto. Ou seja, permite encontrar falhas e problemas durante a execução da obra.

Quais são os 3 principais pontos de um Orçamento Executivo?

Por conta disso, fica claro que essa é uma ferramenta importantíssima. Por outro lado, também é desafiadora.

É um processo que demanda tempo e conhecimento, o que significa que é preciso planejamento para fazê-lo. Para começar, é preciso conhecer os 3 principais pontos do Orçamento Executivo, que são:

    • Estudos de viabilidade econômica e técnica;
    • Pedidos de financiamentos, para a execução de obras;
    • Licitações das obras.

Além desses pontos, é preciso que o orçamento não cubra somente os valores da obra projetadas, mas também todas as obras auxiliares para a execução dos serviços. Por exemplo, os canteiros de obras.

É claro que os orçamentos precisam acompanhar a realidade da execução das obras. Por isso, é crucial a presença de um engenheiro com experiência no processo.

Afinal, o exercício tem o objetivo de ser extremamente preciso, com uma margem de erro que não supere os 5%. Além disso, tem acesso a materiais como os projetos executivos, memorial descritivo de obra e edital de concorrência, se houver.

Como fazer o Orçamento Executivo de uma obra?

Para fazê-lo da maneira ideal, é preciso elaborar o memorial de cálculo do orçamento, em que são determinados todos os materiais e serviços que fazem parte das obras. O objetivo, é atender as especificações dela, de modo a facilitar sua viabilização e a contratação de insumos necessários.

Para tornar esse processo mais simples, o ideal é organizar as informações, separando-as de maneira lógica. Primeiro, trazendo materiais hidráulicos, equipamentos necessários e serviços.

Além disso, podem ser divididos em relação às obras auxiliares que precisam ser feitas e seu tipo. Por exemplo, obras civis, obras elétricas e outras.

A partir disso, são elaborados 3 pontos que devem ser destacados.

Quantificação

Na quantificação, é preenchida uma memória de cálculo de cada unidade construtiva, em que são documentadas todas as informações sobre serviços e materiais necessários para a construção. Como mencionado acima, isso envolve também obras auxiliares.

No caso de serviços que necessitem maior detalhamento, como interferências, travessias e outros, é recomendado fazer um relatório a parte com os serviços e materiais necessários para cada um deles.

Orçamento por unidade

A partir da quantificação, é elaborado o orçamento por unidade. Para encontrá-los, podem ser usados referências de mercado.

Resumo geral

Por fim, é feito um resumo geral com todas as informações apuradas acima.

Como o Orçamento Executivo funciona na prática?

Para entender melhor como o modelo funciona em relação ao tradicional, podemos ver um exemplo. Imagine a construção de um prédio de 4 andares que será usado por uma escola de pós-graduação.

Tradicionalmente, esse tipo de orçamento é dividido em ações semelhantes, sem considerar que atividades diferentes ocorrem em tempos diferentes, o que significa que demandam soluções diferentes. A

lém disso, sempre existe a possibilidade de haver mudanças no escopo, o que também traria um custo mais elevado do que o previsto.

Grande parte das distorções nesse tipo ocorrem por conta de atividades auxiliares, além do movimento de terra e instalações elétricas. Tudo isso tem um custo e demanda tempo. Ambos precisam ser considerados ao elaborar o Orçamento Executivo.

Conclusão

Como ficou claro, o Orçamento Executivo pode ser um processo trabalhoso, mas que certamente faz muita diferença no resultado das obras. Por ser um processo mais complexo, também é preciso se planejar bem para ele. Caso contrário, ele mesmo pode ser um fator de atraso para a obra.

Por outro lado, suas vantagens são grandes demais para deixá-lo de lado. É um processo que traz o maior grau de precisão para quem toma as decisões em relação à obra.

Por isso, pode ser uma forma de economizar e otimizar o gasto de todos os recursos. Além disso, por conhecer a obra ainda melhor, é possível corrigir o curso caso ocorra algum problema no meio do caminho, ou caso o escopo mude.

Gostou do post? Se ficou com a alguma dúvida entre em contato pelo telefone 31 2552 8037 ou no WhatsApp (31) 99131-5378. Além disso, você também pode acessar nossas redes sociais para ficar por dentro de tudo sobre orçamento de obras!