Como definir o sistema construtivo ideal para sua obra

O setor da construção civil vem se modernizando ao longo dos tempos. Novos métodos e técnicas de construção surgem de acordo com os materiais disponíveis no mercado. Atualmente, existe uma série de sistemas construtivos diferentes, entretanto eles não são indicados para todos os modelos de obras.

Nesse texto, vamos explicar melhor sobre esses diferentes sistemas construtivos, suas características e a que situações eles se adequam mais. Com esse cabedal de informações em mãos é possível escolher aquele sistema que melhor se adequa aos seus desejos e a sua realidade.

Antes de escolher o sistema construtivo para a realização da sua obra é preciso estar atento a detalhes como capacidade de desempenho, duração, sustentabilidade, preço, compatibilidade com as necessidades e, mais importante, se existe mão de obra especializada na região para atuar no projeto.

Os sistemas construtivos mais conhecidos no mercado da construção civil são:

— Alvenaria Convencional;

— Alvenaria Estrutural;

— Paredes de concreto;

— Wood frame;

— Steel frame.

Sendo que, cada um desses modelos possui suas próprias características e exigem um conjunto de materiais e de conhecimentos diferentes para serem colocados a cabo. Para começar, vamos falar sobre o método mais tradicional, a alvenaria convencional.

Alvenaria convencional

Esse sistema é baseado em vigas, pilares e lajes de concreto armado que tem como objetivo principal servir como elementos da estrutura, além disso, tem a capacidade sustentar a construção. Dessa forma, os tijolos ou blocos de cerâmica são utilizados para fazer a vedação e separar os ambientes.

A alvenaria convencional é o sistema construtivo mais utilizado no Brasil, já que os materiais para a realização da obra são fáceis de serem encontrados e ele não exige a utilização de uma mão de obra especializada.

Mas, a falta de mão de obra adequada acaba gerando defeitos, retrabalho e desperdício de material, por isso, os canteiros de obra acabam repletos de restos de materiais e sujeira.

As vantagens desse sistema são a capacidade de suportar grandes vãos e a facilidade de se fazer reformas ou adicionar novas estruturas. Já as desvantagens, envolvem um custo maior, assim como, demora mais para ser concluída.

Alvenaria Estrutural

No sistema de alvenaria estrutural a vedação e a estrutura da edificação são unificadas e feitas através da colocação de grandes blocos de cerâmica ou de concreto. É o tamanho desses blocos que vai definir onde os vãos da obra ficarão.

Além disso, os sistemas elétricos e hidráulicos precisam ser pensados e executados milimetricamente, já que, os blocos de concreto usados na construção não deixam espaço para erros e/ou improvisos.

Dessa forma, esse sistema construtivo exige a utilização de uma mão de obra especializada, já que as paredes não são niveladas através de prumos.

As vantagens desse modelo de construção são:

— construção fácil e rápida;

— mão de obra reduzida;

— permite uma maior economia;

— acabamento de qualidade;

— pouco desperdício.

Entre as desvantagens podemos destacar: as várias limitações estéticas do projeto e as dificuldades impostas para a realização de reformas, já que as paredes não podem ser removidas com facilidade.

Paredes de Concreto

Esse sistema construtivo é feito através do alinhamento de estruturas maciças feita a partir de concreto armado. Elas são fixas no local da obra com a ajuda de vigas de madeira ou metal que são presas seguindo as exigências do projeto arquitetônico da construção.

Já as instalações elétricas e hidráulicas são embutidas nas estruturas de concreto armado, dessa forma, o resultado são instalações mais resistentes e paredes mais estáveis. Além disso, esse modelo de construção elimina a necessidade de serem feitos retrabalho na obra.

Como as paredes de concreto são feitas seguindo um molde pré-definido, esse sistema construtivo é bastante utilizado em construções de grande magnitude, como edifícios. Isso porque, os moldes podem ser aproveitados repetidas vezes.

As vantagens desse modelo são:

— a alta produtividade, com grandes avanços sendo feitos rapidamente;

— essa estrutura apresenta uma maior resistência ao fogo, quando comparado aos outros sistemas construtivos;

— como as estruturas são previamente planejadas, ocorre pouco desperdício de material no canteiro de obras.

Como nada é perfeito, as desvantagens do sistema de paredes de concreto são:

— o resultado final é uma estrutura com pouco índice de flexibilidade

— as paredes de concreto são um péssimo isolante térmico, criando espaços desconfortáveis em temperaturas extremas;

— apesar da praticidade, esse sistema construtivo é muito caro, por isso não é indicado para obras de pequena monta.

Wood Frame

Esse sistema de construção é baseado na utilização de perfiz de madeira maciça para a construção da estrutura da edificação, os espaços são preenchidos por chapas de OBS (material composto fabricado a partir de lascas de madeira).

A madeira utilizada nessas construções passam por um processo conhecido por autoclavagem que a protege da ação de cupins, da humidade e impede o processo de podridão. Além disso, esse material é proveniente de madeira de reflorestamento, portanto, não agride o meio ambiente.

As vantagens desse sistema ficam evidentes na organização do canteiro de obras e reutilização de material reflorestado. Além disso, podemos citar:

— o baixo custo dos materiais;

— são construções erguidas rapidamente;

— o resultado final possui um excelente desempenho como isolante, tanto acústico, como térmico.

Contudo, esse sistema construtivo exige uma mão de obra especializada, não pode ser utilizada em construções com muitos andares e deve-se ter um cuidado extra com a impermeabilização da construção.

Steel Frame

Esse sistema construtivo utiliza perfis de aço galvanizado para formar a estrutura da construção e seu fechamento pode ser feito a partir da utilização de placas de madeira, cimento e drywall.

As vantagens desse sistema são:

— uma construção mais limpa e rápida;

— não necessita a utilização de água;

— menor peso da obra completa;

— maior precisão durante a execução;

— um uma boa capacidade de isolamento térmico e acústico.

As desvantagens são:

— suporta poucos pavimentos;

— necessita uma mão de obra especializada.

Gostou do que viu por aqui? CLIQUE AQUI e fale com os especialistas da Realtà e tire todas as suas dúvidas sobre o seu projeto de construção.